CAMPANHA PARA DOADORES DE MEDULA ÓSSEA URGENTE

Piora o estado de saúde do Irmão Aluicio

Prezados irmãos, Saudações cordiais no amor de Cristo. O nosso irmão Aluicio Parabá, companheiro de ministério servindo ao Senhor em Sam Matias na Bolívia. Está em nossa casa desde o mês de outubro do ano passado em tratamento de uma Leucemia Mieloide Aguda (LMA). Já passou por nove seções de quimioterapia e não houve melhoras. Hoje completa quarenta dias da ultima internação, um dos maiores períodos ininterruptos no Hospital do Câncer e nos últimos exames realizados ontem, as Plaquetas estavam a 4.000, o que nos deixou bastante preocupados, por isso volto a solicitar as vossas orações a favor da saúde do nosso irmão, para que o Senhor possa providenciar um doador compatível e a possível cura. Leucemia mieloide aguda (LMA), também conhecida como leucemia mielogênica aguda, é um câncer/cancro da linha mieloide dos glóbulos brancos que se caracteriza pela rápida proliferação de células anormais e malignas - os blastos - que não amadurecem, não desempenham sua função e ainda se acumulam na medula óssea, interferindo na produção normal de outras células sanguíneas. É o tipo mais comum de leucemiaaguda que afeta adultos, e sua incidência aumenta com o envelhecimento. Embora a LMA seja uma doença relativamente rara, representando cerca de 1,2% dos óbitos causados por doenças oncológicas nos Estados Unidos,[1] espera-se um aumento da sua incidência devido ao envelhecimento da população. Os sintomas são causados pela substituição das células normais da medula óssea, resultando em uma queda na contagem de glóbulos vermelhos,plaquetas e de leucócitos normais. Estes sintomas incluem fadiga, falta de ar, hemorragia e aumento do risco de infecções. Embora vários fatores de risco para a LMA sejam conhecidos, a causa específica permanece incerta. Uma característica da doença é sua rápida progressão, podendo ser fatal em um curto espaço de tempo (semanas ou meses) se deixada sem tratamento adequado. A leucemia mieloide aguda é uma doença potencialmente curável, mas apenas uma pequena parcela dos doentes são curados com a terapia utilizada atualmente. Usualmente o tratamento inicia com quimioterapia, visando a induzir à remissão, embora grande parte dos doentes necessitem de um transplante de medula óssea para alcançar a cura. É também chamada de leucemia não linfocítica aguda (em inglês Acute nonlymphocytic l, abreviada como ANLL) Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.